Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Libras
Atalhos
Acesso à informação
Acesso à informação
Libras
Mapa do Site

Rodeio Bonito, quinta-feira, 30 de maio de 2024 Telefone (55) 3798-1155

Atendimento Atendimento: De segunda-feira a sexta-feira, 7h30 às 11h30 | 13h00 às 17h00

Idioma

Português

English

Español

Francese

Deutsch

Italiano

Quar
29/05
Parcialmente Nublado
Máx 17 °C
Min 8 °C
Índice UV
4.0
Quin
30/05
Parcialmente Nublado
Máx 17 °C
Min 8 °C
Índice UV
4.0
Sext
31/05
Parcialmente Nublado
Máx 18 °C
Min 9 °C
Índice UV
4.0
Sáb
01/06
Parcialmente Nublado
Máx 20 °C
Min 10 °C
Índice UV
4.0

Agricultura - Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2023

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

Secretaria da Agricultura de Rodeio Bonito e SIM participam de ações de combate ao abate clandestino em operações com a Defesa Agropecuária do RS

O abate clandestino representa um grande desafio para os Serviços de Inspeção, porque impede o controle sanitário e a rastreabilidade da carne e de produtos de origem animal


Secretaria da Agricultura de Rodeio Bonito e SIM participam de ações de combate ao abate clandestino em operações com a Defesa Agropecuária do RS

O abate clandestino representa um grande desafio para os Serviços de Inspeção, porque impede o controle sanitário e a rastreabilidade da carne e de produtos de origem animal, tanto pela ausência de inspeção adequado das carcaças, quanto pela inobservância de normas e procedimentos sanitários durante a manipulação do animal (Boas Práticas de Fabricação), fato que ofende a legislação e o direito do consumidor de adquirir e consumir alimentos de qualidade e inócuos. Também representa um dos mais preocupantes fatores de risco à saúde pública, pela exposição a agentes infecciosos e parasitários, como aqueles que são transmitidos ao homem pelos animais, pela ingestão de alimentos de qualidade sanitária suspeita e pela contaminação do meio ambiente.

 

Além de violar os procedimentos adequados quanto ao bem-estar animal e abate humanitário, o abate clandestino é normalmente realizado em instalações extremamente precárias e inadequadas, com instrumentos e técnicas inapropriadas. Essa situação, além de submeter os animais ao sofrimento, resulta em sub aproveitamento de suas partes, caracterizando total desrespeito à vida perdida. No abate clandestino não existe, tampouco, qualquer controle quanto ao trânsito de animais, item de suma importância na prevenção de doenças que afetam os rebanhos, como é o caso da febre aftosa, essa doença que o Rio Grande do Sul possui agora zona livre e não precisa realizar a vacinação para prevenção.

 

É oportuno lembrar à população que a pandemia de Covid-19, originada na China, e que se alastrou rapidamente por todo o planeta, surgiu no desrespeito às regras sanitárias. Animais silvestres de várias espécies eram oferecidos à população nos chamados mercados úmidos, abatidos ali mesmo, sem nenhum controle higiênico-sanitário. Esta situação fora de qualquer controle possibilitou que uma mutação do vírus contaminasse os seres humanos. Portanto, tanto a criação dos animais domésticos, como o abate realizado respeitando-se as exigências sanitárias, são meios de prevenção de situações semelhantes.

Como é produzida a carne inspecionada?

O animal provém de propriedade registrada no Órgão Oficial de Defesa Animal, local controlado sanitariamente;

Na chegada ao frigorífico, o animal é examinado por médico veterinário;
   

  • São respeitadas as normativas de bem-estar animal, desde o carregamento na propriedade até a efetivação do abate;
       
  • O animal é abatido em frigorífico registrado no Serviço de Inspeção, com estrutura física adequada para realização do abate e industrialização;

Animais com qualquer moléstia ou doença transmissível são descartados, uma vez que o médico veterinário detém conhecimento para realizar a inspeção das vísceras e carcaças;
   

Todo processo de abate ou industrialização tem acompanhamento veterinário, sempre seguindo as boas práticas de fabricação;
   

O transporte do produto final é feito em veículos apropriados para este fim e com alvará de saúde, respeitando as condições de higiene e temperatura adequados.

 

283 Visualizações

Notícias relacionadas

Voltar para a listagem de notícias

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

Facebook oficial da Prefeitura não cadastrado

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

Nenhuma unidade fiscal cadastrada no momento!

Versão do sistema: 2.0.0 - 24/05/2024

Portal atualizado em: 29/05/2024 13:38:18

Prefeitura Municipal de Rodeio Bonito - RS.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.